Liquidez: o que é e sua importância.

Com o Antecipag te ajudamos a trazer liquidez no caixa, e com isso você tem a capacidade de pagamento das dívidas de curto ou longo prazo e um fluxo de caixa com saldo positivo. Mas antes de tudo, você sabe o que a liquidez significa? Como aplicá-la no seu dia-dia? Diferença entre liquidez e rentabilidade? Venha entender tudo!

O que é Liquidez?

O termo liquidez corresponde a velocidade e facilidade com que um ativo pode ser convertido em dinheiro novamente, como uma ação, título ou bem de consumo.

Dessa forma, quanto mais rápida for a conversão do ativo em dinheiro, maior será sua liquidez.

A moeda, por exemplo, é o ativo mais líquido no mercado financeiro, pois ela pode rapidamente ser convertida em outro bem, produto ou ativo. 

Sendo assim, um ativo com baixa liquidez é aquele que oferece mais dificuldade em ser convertido em dinheiro.

Como funciona a liquidez?

A liquidez envolve duas dimensões importantes, são elas: perda de valor e facilidade na conversão. Como a velocidade é relativa, qualquer ativo pode ser rapidamente convertido em caixa,mas perde os rendimentos da aplicação ou diminui o preço da venda do ativo. 

Logo, quem deseja vender algo o mais rápido possível terá que reduzir o preço cobrado. Então um ativo com boa liquidez é aquele que pode ser convertido em caixa com rapidez, sem uma perda significativa de valor.

Ela está relacionada com o grau de negociabilidade de um ativo e a velocidade de convertê-lo em dinheiro, mas apenas a velocidade da conversão em dinheiro não é suficiente para caracterizar um ativo como de boa liquidez.

Tal como um imóvel, é caracterizado como um ativo de baixa liquidez, pois pode levar anos para converter o patrimônio em dinheiro por conta de diversos fatores, como a falta de compradores e burocracias.

Por que a liquidez é importante?

Com a liquidez, você consegue programar cada ativo ou aplicação de acordo com prazos e objetivos, consequentemente escolhas mais eficientes serão feitas.

Visto que esse investimento faz parte de um planejamento financeiro para o futuro, citando o caso de uma reserva de emergência, que além de ser acessível a imprevistos, tem que ter uma alta liquidez.

Assim, sabendo que poderá acontecer imprevistos, é preciso ter algo seguro com alta liquidez.

Liquidez e rentabilidade:

No mercado financeiro, existe o que se chama de tripé de investimentos. Formado pela liquidez, a segurança e a rentabilidade, onde os três estão relacionados mas não de forma equilibrada.

Simplificando, não é possível encontrar uma estabilidade entre eles, uma alternativa com alta rentabilidade não tem necessariamente uma alta liquidez. Se tiver as duas, provavelmente tem maiores riscos.

Entenda a diferença entre os dois termos:

Os dois têm sentidos opostos: o primeiro conceito diz respeito à capacidade do ativo de se transformar em dinheiro, enquanto o segundo se refere ao percentual de remuneração que você receberá ao aportar nele. 

Se você tem um bom capital e está seguro de que pode investir uma parte do seu aporte a longo prazo, vale a pena priorizar uma rentabilidade maior, tendo em mente que esse contexto reduz a liquidez.

Já se você não tem certeza se precisará do dinheiro aplicado, é mais prudente priorizar um ativo com liquidez alta, ainda que a rentabilidade não seja tão atrativa.


Agora que você já está ciente sobre a liquidez, já pode antecipar as suas notas fiscais e seus recebíveis de cartão de crédito com qualquer instituição financeira dentro do Antecipag!  Entre em contato conosco agora mesmo e comece a antecipar!

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email